Conteúdo

Lançamento de livro e revista é prestigiado por magistrados e servidores da Justiça estadual

Lançamento de livro e revista é prestigiado por magistrados e servidores da Justiça estadual

livro2

Um total de onze desembargadores,  juízes e servidores do Judiciário estadual prestigiaram, na noite desta quinta-feira (05/02), o lançamento do livro “Onze Contos Reais”, do desembargador Durval Aires Filho, e do volume 12 da Revista Themis, periódico científico da Escola Superior da Magistratura do Ceará (Esmec). O evento foi realizado no auditório da Instituição.

Compuseram a mesa de honra da solenidade os desembargadores Haroldo Correia de Oliveira Máximo (Diretor da Esmec no biênio 2013-2015), Paulo Francisco Banhos Ponte (que assumirá a direção da Escola no próximo dia 11/02), Sérgia Maria Mendonça Miranda (Presidente do Conselho Editorial do Tribunal de Justiça), Francisco Barbosa Filho, Emanuel Leite Albuquerque, Durval Aires Filho, Francisco Gladyson Pontes, Carlos Alberto Mendes Forte, Carlos Rodrigues Feitosa e Paulo Airton Albuquerque Filho, além do professor doutor César Oliveira de Barros Leal, Procurador-Chefe do Centro de Treinamentos e Estudos da Procuradoria Geral do Estado (Cetrei) e Diretor do Instituto Brasileiro de Direitos Humanos (IBDH). O desembargador Fernando Luiz Ximenes Rocha também marcou presença.

O desembargador Haroldo Máximo fez a apresentação do autor do livro, destacando que  “o desembargador Durval dispensaria apresentações, haja vista ser conhecido nos meios literários e jurídicos, mas convém que se fale um pouco acerca de sua rica biografia e de seu lustroso currículo. Durval Aires Filho é filho do saudoso jornalista Durval Aires de Menezes, poeta e jornalista de grande expressão literária, membro da Academia Cearense de Letras. Assim como o pai, possui uma extraordinária veia literária, inclinada sobretudo para os gêneros do conto e da crônica. Bacharel em Direito com duas titulações de Mestrado, Durval Aires já foi coordenador geral da Esmec e do Colégio de Corregedores Eleitorais (CCE). Já publicou várias obras individuais no campo jurídico e também literário, além de artigos em autoria ou co-autoria e colaboração individual em jornais e revistas de grande expressão. Recomendo desde já a aquisição e leitura da obra hoje lançada, pela beleza de sua linguagem e como tributo ao gênio criativo de seu autor”.

livro3
Des. Durval Aires discorre sobre o conteúdo de seu livro.

Ao falar de sua obra, o desembargador Durval Aires disse que o livro “é um conto no qual o personagem, que sou eu, começa a apresentar o próprio conto. É uma fusão entre conto e crônica. Falo do cotidiano usando um certo lirismo, mas ao mesmo tempo uso a fabulação, daí o aspecto de conto. É um livro urbano, em preto e branco, uma obra suja”. O magistrado disse que há um mundo pautada pela moral e coerência, mas há também um mundo paralelo, que não se pode ignorar. “Por isso o livro traz histórias incômodas, como prostituição, moradores de rua, alcoolismo e drogas.”

livro4
Desa. Sérgia Miranda elogia edição da Revista Themis.

A desembargadora Sérgia Miranda ressaltou a importância da regularização na periodicidade da Revista Themis, requisito fundamental pra a Esmec pleitear a certificação Qualis, conferida pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação (MEC). “Houve um esforço grande na gestão do desembargador Haroldo Máximo no sentido de regularizar a publicação e acredito que, na gestão do desembargador Paulo Ponte, deverá vir o Qualis para a Themis”, afirmou a magistrada.

 

livro5
Desembargadores Gladyson Pontes e Durval Aires.

 

livro6
Autor autografa livro para o Des. Paulo Albuquerque.
livro7
Des. Carlos Alberto Forte e Des. Durval.