Conteúdo

Juízes de Porto Alegre disponibilizam material didático sobre Experiências de Justiça Juvenil Restaurativa

O primeiro painel do Seminário sobre Justiça Restaurativa, realizado na ESMEC, intitulava-se “As práticas restaurativas no atendimento ao adolescente envolvido em ato infracional e sua articulação com o sistema de garantia de direitos” e foi apresentado pelo juiz da Vara de Caxias do Sul/ TJRS, Leoberto Brancher. Ele abordou , inicialmente, a atuação do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), instituído pela Lei nº 12.594, de 18 de janeiro de 2012.

O debate prosseguiu com o segundo painel do dia, a cargo da juíza de Direito da 3ª Vara da Infância e Juventude de Porto Alegre e Coordenadora da Central de Práticas Restaurativas, Vera Deboni, que falou sobre “O fluxo e os seus resultados no atendimento aos adolescentes envolvidos em ato infracional: a experiência de Porto Alegre”.

Ao final do evento, surgiram várias sugestões no sentido de criar um grupo de estudos e trabalho para a consolidação da experiência de justiça restaurativa juvenil no Ceará e os presentes participaram de uma dinâmica grupal, com o objetivo de integrá-los e motivá-los a difundir a ideia.

Os interessados em conhecer mais acerca da experiência gaúcha com a justiça restaurativa, podem clicar para acessar os slides abaixo:

SLIDES PALESTRA 1

SLIDES PALESTRA 2