Conteúdo

Esmec realiza curso Depoimento Especial na modalidade semipresencial

Esmec realiza curso Depoimento Especial na modalidade semipresencial

A Escola Superior da Magistratura do Estado do Ceará (Esmec) realizou, no período de 25 a 27 de maio, o curso de formação continuada semipresencial “Depoimento Especial de Crianças e Adolescentes” para magistrados e servidores do Poder Judiciário. A realização do curso contemplou solicitação do Núcleo do Depoimento Especial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (Nudepe), coordenado pela Desembargadora Maria Vilauba Fausto Lopes.

Agregando carga horária virtual e presencial, o curso contou com a formação dos professores Flávio Umberto Moura Schmidt, Juiz de Direito da Comarca de Muzambinho (MG), e Reginaldo Torres Alves Júnior, Analista Judiciário na área de Psicologia no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios. Na ocasião, os professores promoveram capacitação para análise e aplicação, com segurança, dos normativos no depoimento especial de crianças e adolescentes.

Para esse fim, foram disponibilizados para os alunos conteúdos diversos no ambiente virtual de aprendizado, dialogando com as atividades práticas presenciais. Acerca desse hibridismo, o magistrado Welithon Alves de Mesquita, da Vara Única Criminal de Quixadá, afirma que é uma forma eficiente de atender às novas demandas de aprendizagem. “O virtual permite uma maior flexibilidade, enquanto o presencial permite a interação, qualidade de discussões e realização de práticas essenciais para o conteúdo”, afirma.

A servidora Iana Martins, Secretária Executiva do Nudepe, acentua a relevância do curso no compartilhamento de experiências entre magistrados e servidores que atuam na entrevista forense ou que estão iniciando o contato com a metodologia. “Como representantes do Núcleo, está sendo bastante proveitoso ouvir como o serviço está sendo interpretado pelos magistrados e servidores, e com isso poder aprimorar cada vez mais a qualidade jurisdicional”, destaca.

No tocante ao conteúdo, a magistrada da 10° Vara de Família de Fortaleza, Valeska Alves Alencar Rolim, reforça a sua importância tendo em vista a emergência da temática. “Percebemos que o curso traz as nuances, as regras e os métodos mais adequados ao cumprimento dessa realidade de colher os depoimentos especiais de crianças e adolescentes”, pontua.