Conteúdo

Diretor da Esmec participa do II Encontro Nacional de Diretores e Coordenadores Pedagógicos das Escolas Judiciais

Diretor da Esmec participa do II Encontro Nacional de Diretores e Coordenadores Pedagógicos das Escolas Judiciais

 A Escola Superior da Magistratura do Ceará (Esmec), através de seu Diretor, desembargador Paulo Francisco Banhos Ponte, estará presente ao II Encontro Nacional de Diretores e Coordenadores Pedagógicos das Escolas Judiciais e da Magistratura, que a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) realizará nos dias 25 e 26 de fevereiro, em Brasília. O Assessor Pedagógico da Esmec, Flávio José Moreira Gonçalves, também participará do evento, que contará com  atividades específicas para os atuantes na área pedagógica das escolas.

O evento será aberto pelo diretor-geral da Enfam, ministro Humberto Martins, e ocorrerá no auditório externo do Conselho da Justiça Federal (CJF). Será uma oportunidade de apresentação da nova gestão da Enfam e de integração entre as instituições participantes, uma das atribuições da Escola Nacional, para que se alinhem às diretrizes nacionais, troquem experiências e compartilhem recursos.

No dia 25, às 18h, os cerca de 70 participantes poderão acompanhar a inauguração da galeria de fotos de ex-diretores-gerais da Enfam, com a presença dos ministros que já ocuparam o cargo durante os quase dez anos de funcionamento da Escola. Será, ainda, descerrada a fotografia oficial do idealizador da Enfam, ministro Sálvio de Figueiredo Teixeira.

.

Atividades

Durante o encontro, será lançado o Selo Enfam de Qualidade em Educação Judicial. Os participantes conhecerão o instrumento que levantará dados para o diagnóstico da estrutura das instituições de formação de magistrados. Com base nesta pesquisa, a Enfam avaliará as escolas para conceder o Selo, como estratégia de melhoria da qualidade da educação judicial.

A Escola Nacional apresentará, ainda, uma devolutiva quanto às propostas do I Encontro Nacional, realizado em dezembro do ano passado. Entre as atividades, estão previstas a análise das minutas substitutivas da Resolução Enfam n. 3/2013 e Instrução Normativa Enfam n. 8/2015 e a apresentação de considerações sobre as propostas de reformulações normativas.

Será, também, divulgado o resultado da pesquisa de satisfação realizada no final de 2015, no que se refere aos aspectos pedagógicos e à realização de atividades que tratem da articulação e desenvolvimento das escolas de formação de magistrados.

.

Com informações do site da Enfam.