Conteúdo

ESMEC DISCUTE PARCERIA COM A ESCUELA JUDICIAL DE AMÉRICA LATINA

Juiz coordenador da Esmec, Emílio Viana, e desembargador Edgardo López.
Juiz coordenador da Esmec, Emílio Viana, e desembargador Edgardo López.

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Na tarde desta quarta-feira (11/05), esteve reunido com o juiz coordenador da Escola Superior da Magistratura do Estado do Ceará (Esmec), Emílio de Medeiros Viana, o diretor acadêmico da Escuela Judicial de América Latina (Ejal), desembargador Edgardo Torres López, da Corte de Justiça de Lima (Peru).
Eles discutiram o Acordo de Cooperação Internacional entre as duas instituições, que deverá ser assinado nesta sexta-feira (13/05) pelo diretor da Esmec, desembargador Francisco Lincoln Araújo e Silva, e por Edgardo López, que estará representando o diretor geral da Escuela, desembargador José El Sebastião Fagundes Cunha.
O objetivo do Acordo é estabelecer programas acadêmicos de cooperação científica, jurídica e tecnológica; bem como “promover ações de intercâmbio de magistrados, estudantes, técnicos, mestres, doutores e profissionais que contribuam com o progresso científico, para o fortalecimento de seus recursos humanos especializados”.
Outra meta da parceria é a “realização de pesquisas conjuntas em temas de interesse comum, que contribuam para o desenvolvimento pessoal e profissional daqueles que integram as duas instituições”. O uso de tecnologias da informação e da comunicação também consta do Acordo, o que poderá redundar em a ações conjuntas na área de Educação a Distância (EAD).
O juiz coordenador da Esmec sublinhou a importância do Acordo. “Temos o máximo interesse em receber e interagir com a Escola Judicial Latinoamericana, fornecendo o apoio que for necessário para o intercâmbio, como na Educação a Distância e em outras parcerias, estando também abertos a ensinamentos, orientações, palestras e outros subsídios que vocês possam trazer”, afirmou Emílio Viana.
Juiz Emílio Viana, Des. Edgardo, Igor Feitosa e Flávio Gonçalves.
Juiz Emílio Viana, Des. Edgardo, Igor Feitosa e Flávio Gonçalves.

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Presentes também ao encontro, no gabinete do Coordenador da Esmec, o assessor pedagógico da Escola, professor Flávio Moreira Gonçalves, e Igor Brandão Feitosa, filho do juiz Roberto Jorge Feitosa de Carvalho, falecido em 2009. Roberto Jorge foi coordenador geral da Esmec e um dos idealizadores da Redlaj.

.

AMIGO DA ESMEC

Além da atuação na Ejal, o desembargador Edgardo é vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos da Rede Latino-Americana de Juízes (Redlaj). Ela esteve na Esmec em 25 de novembro de 2009, quando da inauguração da Biblioteca Juiz Roberto Jorge.
Na ocasião, o magistrado elogiou a atuação do saudoso juiz cearense, que “queria uma justiça uma, em todo o continente latinoamericano e a Redlaj daria o exemplo. Para ele, se uníssemos os demais estamentos e profissionais, poderíamos promover a integração”.
Edgardo López visitou as instalações da Esmec, ontem e hoje, falou da afeição que sente pela Instituição e da importância que o Acordo de Cooperação com a Ejal representará para a magistratura cearense.

Des. Edgardo esteve em 2009 na Esmec.
Des. Edgardo esteve em 2009 na Esmec.