Conteúdo

ESCOLAS DA MAGISTRATURA DEFENDEM MAIOR AUTONOMIA FINANCEIRA, CURSOS DE MESTRADO/DOUTORADO E INTERCÂMBIO INTERNACIONAL

Maior autonomia orçamentária e financeira perante os Tribunais de Justiça; realização de cursos de Mestrado e Doutorado e promoção de intercâmbio cultural, acadêmico e institucional com universidades e escolas judiciais das Américas e da Europa, notadamente com a Escola do Mercosul.
Estas foram as principais deliberações tomadas pela Escolas da Magistratura do Brasil, reunidas entre os dias 17 e 19 de março, em Salvador (Bahia), durante o XXIV Encontro do Colégio Permanente de Diretores das Escolas da Magistratura do Brasil (Copedem).
A Esmec, na oportunidade, esteve representada por seu Diretor, Desembargador Francisco Lincoln Araújo e Silva; e por seu Coordenador Geral, Juiz Emílio de Medeiros Viana.

Veja na íntegra a Carta de Salvador.