Conteúdo

Enfam realiza ações pedagógicas para orientar o trabalho dos magistrados formadores

Nos dias 16 e 17 de março, a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) realizará a primeira Reunião de Coordenação Pedagógica de 2016, e no dia 18, a Oficina de Avaliação. As ações são voltadas à coordenação pedagógica e à formação didático-pedagógica de magistrados formadores.

De forma geral, o objetivo da Reunião Pedagógica é orientar, articular, acompanhar e avaliar o trabalho docente. Já a Oficina de Avaliação visa estruturar os procedimentos e os instrumentos adequados à uma proposta formativa de avaliação.

.

Reunião Pedagógica 

A Reunião Pedagógica é um evento planejado para magistrados formadores, com o intuito de proporcionar a troca de experiências, o aprofundamento de conhecimentos e a revisão das suas práticas de ensino.

Durante a reunião, serão realizadas exposições orais, grupos de trabalhos e plenária, proporcionando o protagonismo e a participação ativa dos integrantes no desenvolvimento das atividades previstas nos eventos.

O grupo analisará o trabalho realizado em 2015, relacionado ao planejamento e ao desenvolvimento de cursos, bem como à orientação e coordenação pedagógicas. O objetivo é que os participantes apresentem sugestões de melhorias, principalmente sobre os planos de cursos e de aulas presenciais e a distância, da formação inicial, da formação continuada e da formação de formadores de forma articulada com a proposta da Enfam. A programação do evento prevê, ainda, a apresentação do Programa de Formação de Formadores da Enfam para 2016.

.

Oficina

Nesta edição, a Oficina de Avaliação será destinada aos formadores da Enfam e das escolas sediadas em Brasília. A ação oferecerá atividades práticas, embasadas em fundamentos pedagógicos e nas necessidades de formação identificadas em avaliações diagnósticas realizadas pela Enfam.

Os referidos eventos integram as ações de formação de formadores previstas no calendário anual da Enfam. Tais iniciativas, além de responderem ao planejamento e à proposta de trabalho da própria Enfam, procuram atender a uma reivindicação dos respectivos formadores.

De modo específico, espera-se com a realização da oficina que os participantes tenham condições de: identificar conceitos básicos de avaliação em uma perspectiva formativa e adequada aos princípios da metodologia ativa; situar as relações existentes entre a avaliação e os demais aspectos do processo de ensino e de aprendizagem; desenvolver formas, procedimentos e instrumentos de avaliação na perspectiva da metodologia ativa; e  definir indicadores para orientar processos avaliativos numa perspectiva formativa.

Está confirmada a participação de 32 magistrados formadores na Reunião Pedagógica e de 35 na Oficina de Avaliação.

.

FONTE: site da Enfam.