Conteúdo

Enfam realiza o I Curso de Segurança e Proteção de Autoridades Judiciais de 26 a 30 de maio

Cartaz_SPAJA Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados Ministro Sálvio de Figueiredo Teixeira  (Enfam) realiza, entre os dias 26 e 30 de maio de 2014, o I Curso de Segurança e Proteção de Autoridades Judiciais. Com o curso, o magistrado terá condições de conhecer e adotar medidas e técnicas de segurança e de autodefesa.

Para o juiz Paulo Tamburini, Secretário Geral da Enfam, “o aumento da criminalidade é um desafio para as políticas de segurança pública, mas o seu avanço em direção ao Judiciário representa uma ameaça à República”. Embora reconheça que o Estado brasileiro não se manteve inerte em relação aos recentes atentados contra juízes brasileiros, Tamburini afirma que “juízes e Tribunais não estão suficientemente preparados para identificar e reagir a situações de risco”.

Por essa razão, está na programação do curso o desenvolvimento de competências práticas, como a aplicação de técnicas de seguranças, o desenvolvimento de estratégias para evitar atentados, a condução defensiva e ofensiva de veículos, o emprego de técnicas antissequestro, o gerenciamento de crises e a adoção de técnicas de negociação.

Os participantes deverão apresentar atestado médico indicando que estão em boas condições de saúde.

O diretor-geral da Enfam, ministro João Otávio de Noronha, explica que “o curso é ainda um projeto piloto. Após esta primeira experiência, identificaremos com precisão as necessidades que servirão de base para a orientação dos subsequentes. No planejamento dos futuros cursos, serão oferecidas vagas a todos os juízes brasileiros que comunicaram a seus Tribunais ou ao Conselho Nacional de Justiça estarem sofrendo ameaças ou em situação de risco. Além disso, em parceria com o Ministério da Justiça, as autoridades policiais e seus agentes também receberão treinamento para atender com eficácia essas necessidades”.

O curso será ministrado em parceria com o Exército Brasileiro, com duração de 40 horas/aula, na sede do BPEB (Batalhão de Polícia do Exército de Brasília).

Fonte: site Enfam