Conteúdo

Des. Heráclito Vieira participa de encontro do Copedem em Porto Velho

Des. Heráclito Vieira participa de encontro do Copedem em Porto Velho

program-copedemO Diretor da Escola Superior da Magistratura do Ceará (Esmec), desembargador Heráclito Vieira de Sousa Neto, está participando do XLIV Encontro do Colégio Permanente de Diretores de Escolas Estaduais da Magistratura (Copedem), que acontece de 1 a 3 de dezembro de 2016, em Porto Velho (RO).

Esta edição do Copedem, que tem por tema “Horizonte do conhecimento: o desafio de inovar”, está sendo desenvolvida em parceria com a Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron).

O colegiado é presidido por Antonio Rulli Júnior, desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo e Presidente Honorário da União Internacional de Juízes de Língua Portuguesa (UIJLP). O último encontro do Copedem aconteceu em Florianópolis (SC), de 16 a 18 de junho deste ano.

 

……………………………………………………………………………………………………

Informação do site do TJ de Rondônia:

Rondônia sedia encontro de diretores de escolas da magistratura brasileira

 

edit-copedem

Música para recepcionar os representantes de escolas superiores que vêm a Rondônia para participar do XLIV Colégio Permanente de Diretores de Escolas Estaduais da Magistratura. O Coral Vozes do Madeira, do Tribunal de Justiça, entoa cantos e interpreta canções e os hinos do estado e do país. O rito é para celebrar o início de uma jornada de três dias em que Porto Velho se torna a capital nacional da busca pelo conhecimento capaz de ampliar e fortalecer a atuação de juízes, desembargadores e os tribunais que representam.

edit-copedem2

O presidente do TJRO, desembargador Sansão Saldanha, saudou os presentes e reiterou que o compromisso da magistratura de Rondônia com a ética e com autonomia necessárias para o exercício jurisdicional. Saldanha passou então a presidência dos trabalhos ao presidente do Copedem, o desembargador Antonio Rulli Junior, que também compunha a mesa de abertura do Colégio juntamente com o desembargador Paulo Kiyochi Mori, diretor da Escola da Magistratura de Rondônia (Emeron), desembargador Hiram Marques, corregedor-geral da Justiça; juiz de Direito Francisco Borges, presidente da Associação dos Magistrados de Rondônia (Ameron), e do palestrante inaugural do evento, Luiz Roberto Liza Curi.

Homenagens

edit-copedem7

Rulli Junior iniciou os trabalhos desse quadragésimo quarto Copedem com uma homenagem aos desembargadores Paulo Mori e Sansão Saldanha, que foram agraciados com a medalha “Ministro Domingos Franciulli Netto”, comenda que é entregue pela Copedem a personalidades que prestaram serviços relevantes para a cultura jurídica e o Poder Judiciário.

edit-copedem6

Por sua vez, o desembargador diretor da Emeron entregou ao desembargador Rulli Junior a medalha “Mérito Acadêmico César Montenegro”, libelo outorgado pela Escola de Rondônia ao magistrado paulista que tem diversos títulos acadêmicos na área das Ciências Jurídicas.

De pé, por um longo minuto, os presentes fizeram homenagem às vítimas da tragédia aérea ocorrida com brasileiros na Colômbia. O Copedem também manifestou repúdio à votação no congresso que ameaça as prerrogativas da magistratura e Ministério Público e fez breves relatos de estudos e trabalhos desenvolvidos pelo Colégio e que serão compartilhados entre os diretores e vice-diretores de escolas superiores reunidos nos próximos dois dias na capital rondoniense.

Após a cerimônia inicial, o desembargador Rulli encerrou os trabalhos da noite, passando a palavra ao professor doutor Luiz Curi, do Conselho Nacional de Educação, que ministrou palestra sobre “Escolas de Governo – o ensino profissionalizante e o desafio de inovar”.

 

Programação

O Copedem é um espaço de reflexão próprio para discutir sobre a influência das políticas públicas para a formação de magistrados na implementação das escolas da magistratura, que têm competências para oferecer, a partir de um currículo adequado, uma visão mais ampla aos juízes, sem limitar-se aos enfoques técnicos da dogmática jurídica, mas propondo uma formação ética e intelectual mais profunda. Para o presidente do Copedem, quando juízes ensinam juízes a prática e o conhecimento se aliam para construção da jurisdição humana e cidadã de que necessita a sociedade.

edit-copedem4

A programação do Copedem tem continuidade nesta sexta-feira, que será um dia de muito trabalho, com a realização de conferências e palestras expostas por magistrados de Rondônia, Minas Gerais e Pernambuco, além de acadêmicos e pesquisadores de universidades nacionais e internacionais.