Conteúdo

Desembargador Gladyson Pontes prestigia início das aulas presenciais do curso de Mediação

Desembargador Gladyson Pontes prestigia início das aulas presenciais do curso de Mediação

f2
Gleiciane Teles, Rosânia Sales Ribeiro, Adriana Albano, Des. Gladyson Pontes, juiz Carlos Henrique e Dr. Márcio Brasileiro.

Foram iniciadas hoje (29/06/15), na Escola Superior da Magistratura do Ceará (Esmec), as aulas presenciais do curso de Mediação e Conciliação do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos do Tribunal de Justiça do Ceará (Nupemec/TJCE).

O desembargador Francisco Gladyson Pontes, Supervisor do Nupemec, fez a acolhida dos participantes do curso. Deram também as boas vindas aos alunos o juiz Carlos Henrique Garcia de Oliveira (Coordenador do Núcleo) e Márcio José Temóteo Horizonte Brasileiro (Diretor do Nupemec).

As aulas serão realizadas até quarta-feira (01/07), sempre pela manhã, num total de 10 horas/aulas. O curso tem 120 alunos, divididos em três turmas. Atuam como instrutoras as servidoras Adriana Albano da Rocha, Gleiciane Mary Teles Carvalho Van Dam e Rosânia Mara de Sales Ribeiro.

O curso se destina à capacitação de servidores e terceirizados do Judiciário cearense, para trabalharem como mediadores e conciliadores voluntários perante o Nupemec, e qualificá-los para atuarem nas respectivas unidades judiciárias em que estejam lotados, em cumprimento à Resolução nº 125 do Conselho Nacional de Justiça(CNJ).

Os alunos tiveram aulas a distância (com carga horária de 34 h/a), entre 1 a 26 de junho. Após as aulas presenciais, haverá dez sessões de estágio supervisionado, entre 1 de julho a 1 de dezembro de 2015.

f1
Des. Gladyson Pontes abriu o módulo presencial do curso de Mediação.

O desembargador Gladyson Pontes disse que “as aulas a distância são importantes, mas o módulo presencial é fundamental. É um momento muito rico de troca de experiências. É quando acontece a condensação dos conhecimentos adquiridos ao longo da etapa anterior”. Para o magistrado, é importante que os alunos saiam do curso como multiplicadores das práticas de conciliação.

Que vocês sirvam de estímulo a tantos outros servidores ainda reticentes em relação à mediação, e à participação em outros cursos, aproveitando tudo o que a Esmec tem a oferecer para o pessoal do Judiciário”, finalizou o desembargador.

O juiz Carlos Henrique Garcia destacou que, diante da grande procura pelos cursos de Mediação, em agosto haverá mais duas turmas para Fortaleza, e também em outros municípios. “A filosofia do Nupemec, iniciada na gestão da desembargadora Nailde Pinheiro, não é só ofertar cursos para Fortaleza e Região Metropolitana, mas interiorizar suas atividades. Temos 20 centros de conciliação no interior do Estado”, explicou.

f3