Conteúdo

Juíza Joriza Magalhães assume Escola Judiciária Eleitoral, que promoverá curso em parceria com a Esmec

Juíza Joriza Magalhães (Foto: site TRE/CE).

A juíza de Direito, Joriza Magalhães Pinheiro, titular da Corte do TRE, é a nova diretora da Escola Judiciária Eleitoral (EJE). Ela assumiu o cargo, no dia 30 de janeiro, desde a saída do desembargador Francisco Figueira Mendes para assumir a Vice-Presidência do TJ-CE.

A nova diretora da EJE tem muitos planos para incrementar as atividades da Escola Judiciária. “Sei da grande responsabilidade da nova missão e do desafio que é suceder o desembargador Mendes, face a sua vasta cultura e experiência na direção de escolas judiciárias. Mas recebo esta missão especial com alegria e muitos planos”.

Dentre os planos, a juíza destaca a capacitação dos juízes e servidores, através de promoção de cursos em Direito e Processo Eleitoral, em convênio com a Esmec, bem como a realização do evento Encontro de Magistrados. A juíza Joriza Magalhães Pinheiro anuncia ainda a revitalização da Revista Suffragium, que não é publicada desde 2010. E destaca “o incentivo às campanhas e programas de educação política e de alistamento eleitoral nas escolas públicas e privadas, de valorização dos mesários, de preservação da memória da Justiça Eleitoral, e de educação ambiental no TRE-CE e nos cartórios eleitorais”.

A propósito, 2015 é o ano em que a Justiça Eleitoral comemora 70 anos da sua reinstalação, após o período do Estado Novo. Campanha neste sentido será realizada pelo Tribunal Superior Eleitoral, que receberá a adesão do TRE do Ceará, coordenada pela EJE, e dos demais regionais.

 

FONTE: site TRE/CE.