Conteúdo

Professora moçambicana expõe trabalho via skype em Grupo de Pesquisa da Esmec

Professora moçambicana expõe trabalho via skype em Grupo de Pesquisa da Esmec

O encerramento (14/06) da programação semestral dos trabalhos desenvolvidos na linha de pesquisa de Direitos Humanos, coordenada pela servidora Mércia Cardoso de Souza, contou com uma exposição da professora moçambicana Farida Aligy Ussen Mamad. A comunicação com os participantes do grupo de pesquisa se deu via Skype.

Farida é diretora adjunta do Centro de Formação Jurídica e Judiciária, docente de Direitos Humanos da Universidade Eduardo Mondlane e doutoranda em Direitos Sociais na Universidade de Hasselt, na Bélgica.Tratando do tema “Relação entre a Comissão Nacional de Direitos Humanos de Moçambique e Comissão Africana do Homem e dos Povos”, ela apresentou o trabalho que desenvolveu em seu país e respondeu indagações dos pesquisadores.

A Linha de Pesquisa 2 sobre Direitos Humanos tem como objetivo consolidar na prática científica, com implicações jurídico-sociais, o estudo da teoria e prática dos direitos humanos, dos direitos fundamentais, bem como da jurisprudência consolidada pelos Tribunais nacionais e internacionais. O grupo conta com um pesquisador convidado que também é de nacionalidade moçambicana, Guirino Nhatave, que é doutorando em Políticas Públicas pela Universidade Estadual do Ceará.

O Grupo de Pesquisa “Dimensões do Conhecimento” conta com três linhas de pesquisa, reunindo pesquisadores e estudantes interessados em desenvolver conhecimento novo em temáticas de interesse do Poder Judiciário.