Conteúdo

Primeira turma de estagiários de pós-graduação inicia treinamento na Esmec

Primeira turma de estagiários de pós-graduação inicia treinamento na Esmec

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) iniciou, nesta segunda-feira (27/05), na Escola Superior da Magistratura do Ceará (Esmec), a recepção de 120 estagiários de pós-graduação que atuarão na área judiciária. O treinamento da primeira turma vai até sexta-feira (31), quando haverá o encontro com o presidente da Corte, desembargador Washington Araújo, ocasião em que estarão presentes os outros 120 estudantes selecionados, a serem capacitados de 3 a 7 de junho.

A programação foi aberta pela titular da Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP) do Tribunal, Vládia Teixeira, e teve o objetivo de explicar o objetivo do projeto inovador, que integra o Programa Celeridade, além de esclarecer dúvidas sobre direitos e deveres dos estagiários, entre outros assuntos. De acordo com a secretária, ao longo da semana servidores do Poder Judiciário ministrarão oficinas para preparar os novos colaboradores da Justiça cearense.

Acredito que essa experiência no Tribunal será muito importante para a formação profissional deles. Os estagiários atuarão em diversas áreas, nos gabinetes dos desembargadores e no Primeiro Grau também. Eles terão acesso aos processos reais e, ao mesmo tempo que nos ajudarão a oferecer uma melhor prestação jurisdicional, sairão melhor preparados para alcançarem seus sonhos, quer seja na magistratura, na Defensoria Pública, no Ministério Público ou em outra função”, destacou Vládia.

Ainda na manhã desta segunda-feira, o secretário de Planejamento e Gestão do TJCE, Sérgio Mendes de Oliveira Filho, fez apresentação da estrutura do Poder Judiciário e do Plano de Gestão. Explicou que os estagiários de pós-graduação atuarão nos gabinetes dos desembargadores (40); do Núcleo de Produtividade do 2º Grau (16), vinculado à Vice-Presidência; e no Núcleo de Produtividade Remota do 1º Grau (184), totalizando 240 pessoas, e falou da importância desse reforço para o cumprimento de metas estratégicas.

Eles são muito qualificados, estão fazendo pós-graduação, e com certeza contribuirão bastante. A maior parte integrará o Núcleo de Produtividade Remota e, sob a orientação dos magistrados e servidores, atuará nas unidades mais críticas”, ressaltou Sérgio Mendes.

Além dos secretários, participaram desse primeiro encontro os servidores Felipe Mourão, gerente do Núcleo de Apoio à Gestão do 1º Grau; Jacqueline Lima Alves, gerente de seleção e desenvolvimento da SGP; Michelle Cochrane Feitosa e Ana Célia de Macêdo Barros Rios, da Coordenadoria de Desenvolvimento de Pessoal; Martha Veras e Narlia Gomes de Matos Mota, da Coordenadoria da Educação Corporativa.

Para Maria Barros, estudante da Pós-Graduação em Direito Internacional na Universidade de Fortaleza (Unifor), o momento foi esclarecedor e aumentou a ansiedade para iniciar a nova função. “Já estagiei no Tribunal na graduação e foi a época que mais aprendi, porque na hora que você vê a jurisdição acontecendo na sua frente é totalmente diferente do que quando você só estuda, então será um período de muito aprendizado.”

Aluno da Pós-Graduação em Direito e Processo Penal do Centro Universitário 7 de Setembro (Uni7), Luiz Paulo Araújo também tem muitas expectativas para o início da experiência no Tribunal. “Espero adquirir conhecimento e contribuir. Na verdade esse é um projeto em que os alunos saem ganhando com experiência, o Judiciário com o aumento da produtividade e as universidades também, já que os alunos estarão melhor capacitados com a prática jurídica, ou seja, é um ganho para toda a sociedade.”