Conteúdo

MBA em Gestão Pública deverá ter uma nova turma em 2020

MBA em Gestão Pública deverá ter uma nova turma em 2020

O curso “MBA em Direito: Gestão Pública”, que vem sendo ministrado na Escola Superior da Magistratura do Ceará (Esmec), poderá ter uma segunda turma a partir do próximo ano. Quem garante é o presidente do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), desembargador Washington Luís Bezerra de Araújo.

“Temos a intenção de fazer pelo menos mais uma edição do MBA, porque ainda há muita demanda. Há muita gente que não teve a oportunidade de participar dessa primeira turma. Nós vamos então reeditar o curso, para abrir oportunidades a outros servidores e magistrados que ainda queiram, ou que querem, se preparar para atuar como gestores”, afirmou o magistrado na manhã de hoje (11/04), na Esmec.

O desembargador destacou a relevância do curso para a administração da Justiça estadual: “O MBA é importante para o Judiciário porque ele vai capacitar magistrados e servidores para a gestão da Corte. Aqui nós estamos formando os futuros dirigentes do Poder, criando nesse curso um banco de talentos, e esses talentos serão os responsáveis por conduzir o Tribunal no futuro”.

O MBA é fruto de uma parceria, firmada no início de 2018, entre TJCE, Esmec e Fundação Getúlio Vargas (FGV). Participam da capacitação 27 magistrados (dentre eles os desembargadores Washington Araújo e José Tarcílio Sousa da Silva) e 13 servidores comissionados da área administrativa do Tribunal.

O curso tem carga horária de 432 h/a, e já foram ministradas oito disciplinas (incluindo a desta semana), das 18 previstas. As aulas, iniciadas em 26 de julho do ano passado, acontecem sempre uma vez por mês, em três dias seguidos (quinta e sexta-feira, de 8h30min às 18h30min; e sábado, de 8h30min às 12h45min).

Valorizando a gestão

Para o juiz Ângelo Vettorazzi, coordenador geral da Esmec, o Tribunal vem se notabilizando pelo empenho em uma gestão moderna de seus recursos (pessoais, financeiros, materiais, de infraestrutura etc.), mas faltava a dimensão acadêmica, “e isso foi materializado com o MBA”.

O magistrado acredita que a junção de servidores e juízes num mesmo curso tem sido interessante, “porque temos conseguido, através de nossos encontros, pensar cada dia mais o Poder Judiciário, como melhorá-lo, como atualizá-lo e adequá-lo a essas novas realidades e exigências… e há que se destacar, inclusive, que o Presidente do Tribunal é aluno do MBA. Isso é um fato absolutamente importante e até inusitado. E isso diz muito sobre o momento em que o Tribunal atravessa, que é de valorização da gestão”.

O juiz Cézar Belmino, Corregedor de presídios de Fortaleza e titular da 3ª Vara de Execução Penal, entende que um curso de MBA em gestão é de fundamental importância para o aprimoramento do Poder Judiciário. “Aprimorando a Justiça, teremos uma prestação jurisdicional mais eficiente e eficaz. Assim estaremos contribuindo para uma sociedade mais pacífica e justa”, afirma.

Outro aluno do MBA, juiz Carlos Henrique Garcia, titular do 2º Juizado Especial Cível (JEC) de Fortaleza, também considera que o curso tem sido muito oportuno, “uma vez que permitirá aos magistrados e servidores conhecerem um pouco mais sobre os princípios e as regras da administração e, principalmente, identificarem dentro da instituição [TJCE] as melhores práticas e maneiras de poder fazer com que se possa trabalhar melhor, desde o Plano Estratégico, tendo como finalidade atender de forma satisfatória aos anseios da sociedade cearense”.