Conteúdo

Des. Francisco Hugo Alencar Furtado (2005)

Dados Pessoais
Natural de Araripe-CE, nasceu a 26.03.36, filho de Vicente Alencar Barbosa e de Maria Furtado Alencar. Cursou o Colegial no Ginásio do Crato e o Científico no Liceu do Ceará. Formado em Direito na Turma de 1964 pela UFC e Bacharel em Administração Pública pela UECE. Exerceu a advocacia durante 5 anos. Ingressou no M. P. através de Concurso Público para Promotor de Justiça â?? Promotor Resignatário. 1966 – Ingressou na Magistratura, como Juiz Substituto da Comarca de Tamboril.

Foi juiz das comarcas

  • 1985 a 1989 – Juiz Eleitoral da 82ª Zona;
  • 1990 a 1994 – Diretor do Fórum Péricles Ribeiro – TRE, onde foi responsável pelo processo de informatização da Justiça Eleitoral e pelo recadastramento Eleitoral no Estado do Ceará.
  • 1994 – Nomeado Desembargador, pelo critério da antiguidade, ocupando uma vaga na 3ª Câmara Cível.
  • 1995 â?? Designado Presidente da Comissão de Modernização e Informatização do Poder Judiciário, sendo responsável pela maior transformação estrutural do Judiciário Cearense, empreendendo ações que democratizaram a informação, implementando o processo de aquisição de 530 microcomputadores pentium, 460 impressoras, 6 notebooks. Na sua gestão, foram implantados: a rede de microcomputadores, a interligação das comarcas com a Sede do Tribunal, desenvolvidos sistemas de informatização nas Áreas de controle de processos de 1º e 2º graus, recursos humanos, patrimônio, material, licitação, informatização de gabinetes de desembargador, informatização de sessão de julgamento, e principalmente o Sistema de Controle de Arrecadação do Fermoju, o sustentáculo financeiro de todo o processo de modernização e informatização;
  • 1995 â?? 2000 – Presidente da CEJAI â?? Comissão Estadual de Adoção Internacional, órgão permanente do Tribunal de Justiça, responsável pelo controle e acompanhamento das adoções internacionais no Ceará;
  • 1996 – Promoveu o I Encontro Nacional de Informática Jurídica, tido como o maior evento de intercâmbio institucional entre a iniciativa privada e pública na área jurídica.
  • 1997 â?? 1999 – Coordenador Estadual da ABMP- Associação Brasileira de Magistrados e Promotores de Justiça da Infância e da Juventude, para a promoção de Cursos e Eventos na Área de Direito da Criança;
  • 1999 â?? 2001 â?? Membro Titular do Conselho da Magistratura do Estado do Ceará;
  • 1998 â?? 2001 – Membro do CINJ -Conselho Judiciário para Infância e Juventude, órgão responsável pela formulação da política de implementação do ECA no âmbito do Estado do Ceará;
  • 1997 â?? 2001 – Representante das CEJAS â?? Comissões Estaduais de Adoção na Região Nordeste, cujo objetivo é sistematizar e padronizar as normas e procedimentos relativas à adoção;
  • 1999 â?? 2001 – Membro do Conselho de Autoridades Centrais Brasileiras â?? órgão consultivo do Ministério da Justiça em matéria de adoção internacional e políticas para a Infância e Juventude;
  • 1999 â?? 2001 – 1º Suplente junto ao Tribunal Regional Eleitoral, na categoria Desembargador;

Atualmente é

  • Membro da 1ª Câmara Cível;
  • Presidente da Comissão Permanente de Informatização do Poder Judiciário;
  • Presidente da Comissão de Interiorização de Treinamento e Desenvolvimento – PRINTED;
  • Diretor da Escola Superior da Magistratura do Estado do Ceará – ESMEC.

Comendas

  • 1996 â?? Agraciado pelo Judiciário Pernambucano, pela participação como Palestrante no I Encontro de Juízes da Infância e Juventude e Cejais da Região Nordeste;
  • 1997 â?? Agraciado com o Mérito Judiciário da ABMP â?? Associação Brasileira de Magistrados e Promotores de Justiça da Infância e da Juventude;
  • 1999 â?? Agraciado com a Comenda “Personalidade Destaque”, concedida pelo Jornal Diário do Nordeste, pela sua coluna “O Mundo dos Negócios”.