Conteúdo

Curso da Unesco debate liberdade de expressão no contexto da Justiça

 Liberdade de expressão e direito à informação são prerrogativas essenciais para o exercício dos demais direitos humanos. Partindo dessa premissa, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) organizou uma nova edição do curso on-line “Marco Jurídico Internacional de Liberdade de Expressão, Acesso à Informação Pública e Proteção de Jornalistas”.

As aulas são gratuitas e destinadas a juízes e operadores do Direito que atuam na América Latina e no Caribe. Esses profissionais, na visão da UNESCO, têm papel importante na proteção e promoção da liberdade de expressão, no acesso à informação pública e na proteção de jornalistas, “num momento em que as cortes de toda a região recebem mais e mais casos relacionados com temáticas abordadas no curso”.

Segundo a instituição, aproximadamente 5 mil operadores judiciais já realizaram o curso. O conteúdo é ministrado exclusivamente no ambiente virtual, no qual os alunos participam de diálogos semanais e completam atividades distribuídas ao longo de seis semanas.

Para realizar a inscrição prévia, os interessados devem informar seus dados até o dia 25 de março neste link:  https://goo.gl/R3jPyd.

Organizada em parceria com a Comissão Interamericana de Direitos Humanos, a iniciativa foi declarada como ação de interesse pela Cúpula Judicial Ibero-Americana. O programa, além disso, conta com a coordenação do Centro Knight para Jornalismo nas Américas da Universidade do Texas.

Mais informações a respeito do curso podem ser obtidas (em espanhol) na página http://www.unesco.org/new/es/office-in-montevideo/comunicacion-e-informacion/libertad-de-expresion/online-course-freedom-of-expression-2015/.