Conteúdo

Estudantes prestigiam júri simulado realizado esta manhã na Escola da Magistratura

Estudantes prestigiam júri simulado realizado esta manhã na Escola da Magistratura

Um total de 330 alunos do colégio estadual Dom Antônio de Almeida Lustosa assistiram, com grande curiosidade e muita atenção, a um juri simulado realizado no auditório da Escola Superior da Magistratura do Ceará (Esmec), na manhã desta quarta-feira (13/06).
A simulação de julgamento foi presidida pelo juiz Antônio Carlos Pinheiro Klein Filho, titular da 4ª Vara do Júri de Fortaleza, e fez parte das ações da III Semana Estadual do Júri, coordenada pela desembargadora Francisca Adelineide Viana, que também prestigiou o evento.
Atuaram como acusador o promotor de justiça Pedro Olímpio Monteiro Filho, da 2ª Promotoria de Justiça Criminal de Fortaleza, e como defensor do réu o advogado José Armando da Costa Júnior, autor da obra “Temas Criminais à Luz da Jurisprudência do Tribunal de Justiça do Ceará”.

Integraram também a mesa dos trabalhos o procurador estadual Fernando Antônio Costa de Oliveira, Secretário Chefe do Gabinete da Vice-Governadora; e a diretora da Escola Dom Lustosa, professora, Maria Djanine Medeiros Leão. Além de um aluno escolhido para ser o “réu”, outros 7 foram indicados para fazer parte do corpo de jurados.
O Tribunal do Júri, criado no Brasil em 1822, é responsável por julgar crimes dolosos contra a vida, sobretudo homicídios. No júri, os jurados sorteados para compor o conselho de sentença declaram se o crime em questão aconteceu e se o réu é culpado ou inocente, cabendo ao magistrado decidir conforme a vontade popular. Ele lê a sentença e fixa a pena, em caso de condenação. 

Promotor Pedro Olímpio, procurador Fernando Oliveira, profa. Djanine Leão, Desa. Adelineide Viana, juiz Antonio Klein e advogado Armando Costa.